Textos


Plural

Eu não perdi no espelho minhas faces,
carrego em mim aquelas que eu vivi,
não sou apenas quem está aqui,
contenho tantas outras interfaces.

Resulto de mil tramas, entrelaces
daquelas que já fui, de quem saí,
de todas que deixei, quando eu parti,
a carregar as marcas dos impasses.

Não sou nenhuma dessas refletidas,
transporto em mim a essência de outras vidas
tramadas, entre si, por nós e laços. 

Em cada qual eu trago  a própria história,
sou síntese de todas, na memória
de suas lutas, glórias e fracassos.

 
Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado)
Enviado por Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado) em 18/10/2020
Alterado em 27/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários