Textos


Não aprendeste
Edir Pina de Barros

Olha em meus olhos, vê que já não choro
que estou demais feliz... Já não me importa
se me queres ou não, porque está morta
a força da paixão (um meteoro);

 
não te desejo mais, nem te namoro,
a minha voz calou, não mais te exorta,
e não te espero mais, nem abro a porta
só tenho a te dizer um não sonoro.

Não aprendeste, não, que tudo passa
e tudo vira pó, vira fumaça
que se desfaz no ar. Não aprendeste

ao longo dessa vida - a grande escola -
que o amor é vinho bom que em si se evola
que o tempo se passou, que me perdeste.

Lira insana, 2016: pg. 76
Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado)
Enviado por Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado) em 23/02/2016
Alterado em 20/10/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários