Textos


Onde andará o amor?
Edir Pina de Barros

E por falar de amor não sei por onde
andeja e em qual estrela em paz dormita,
em qual constelação, qual luz bendita
aquece o breu do abismo onde se esconde.

 
Em qual palmeira, na mais verde fronde,
fez ninho? E agora não mais canta e grita,
uma canção, harmônica e bonita
que asperge encanto e paz no mundo, avonde.

Onde andará o amor? Entre os rochedos?
Nas asas d’uma águia? Nos penedos?
Ou jaz no leito de algum mar profundo?

Não sei por onde andeja o amor na terra,
por onde espio vejo ódio e guerra
que tornam triste, muito triste, o mundo.

Brasília, 10 de fevereiro de 2016

Lira insana, 2016: pg. 46
Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado)
Enviado por Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado) em 13/02/2016
Alterado em 29/10/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários