Textos


Gazal  (1)

Na pele em fino traço inscreve o mito
na origem das origens circunscrito,
 
Saúda os protetores da floresta,
entoa um canto ímpar, inaudito.
 
Evoca os guardiões das águas, peixes,
de todas as espécies, com um grito.

Chacoalha maracá aos céus erguido
e bate os pés no chão, como prescrito.
 
Um cântico ancestral ecoa n’alma
e no âmbito sagrado do infinito.
 
E tudo então se funde e se separa
a reciclar a vida, a morte, o rito.

Edir Pina de Barros
Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado)
Enviado por Edir Pina de Barros (Flor do Cerrado) em 28/04/2017
Alterado em 28/04/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários